Faz um tempinho que o Outono começou e com certeza você já percebeu algumas mudanças. O sol está lá, mas a brisa é mais fresca e dá aquela vontade de não sair da cama. Filme e pipoca é o passatempo do momento. Mas cuidado, a nova estação traz vontades que vêm com as temperaturas mais baixas e podem pesar na balança.

O tempo mais ameno desacelera o metabolismo. O corpo diminui o ritmo para armazenar energias e combater o frio. “Com essa desaceleração, é natural ter mais vontade de comer”, diz a nutricionista Patrícia Davidson. Por dentro, o corpo busca alternativas que equilibrem sua temperatura.

A metabolização das gorduras produz mais calorias do que a de carboidratos e proteínas, por isso tendemos a preferir alimentos mais quentes e de digestão mais lenta, que proporcionam sensações de saciedade por mais tempo, mas aí é onde mora o perigo: são mais calóricos. Aqueles alimentos que você optava no verão, como legumes, verduras e frutas, acabam perdendo força no cardápio.

Ficar mais tempo em casa é o que preferimos, reduzindo o nível de atividade física. A sugestão de especialistas é inovar no cardápio. Aposte no uso de alimentos termogênicos para os lanches e intervalos entre as refeições. Estes são os alimentos extraídos de plantas, como por exemplo, o café, pimentas e chás.

Seus elementos são responsáveis por aumentar o gasto calórico. Outras alternativas são especiarias como mostarda e gengibre, frutas, acelga, aspargo, couve, brócolis e linhaça.

É imprescindível lembrar que mesmo que a sensação de sede diminua, o corpo continua precisando de água. Coloque metas de exercícios durante a semana, o importante é não ficar parado!

Fonte: http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2015/06/preguica-no-outonoinverno-melhor-momento-para-iniciar-deita-e-agora.html.

 

Rua João Álvares Correia, 29 - Chácara Klabin

Tel.: 2639-8703 / 2639-8803


© 2017 Desenvolvido por Rabbit Digital

>>>>>